Não existem eventos programados!

Temporada Miso Music Portugal - arquivo

A Temporada Miso Music Portugal teve início em 2007 e tem consistido em ciclos de espectáculos ao longo do ano em estreita ligação com as várias actividades desenvolvidas pela Miso Music Portugal.

Os programas propostos no âmbito da Temporada têm um carácter diversificado, variando entre eventos dedicados à música electroacústica, mista ou estritamente instrumental, teatro musical e nova ópera, espectáculos para crianças, eventos de pedagogia pela arte, cursos e workshops, concertos organizados por ocasião de lançamentos de novas edições nomeadamente discográficas, concertos monográficos em torno de um compositor, acolhimento de projectos inovadores musicais ou pluridisciplinares, apresentações de novíssimos intérpretes lado a lado com solistas consagrados,... e como sempre, seguindo as linhas condutoras de toda a actividade da Miso Music Portugal, destacando a música portuguesa e pondo em perspectiva o repertório do século XX com a criação musical no presente.
Ao longo destes 8 anos de Temporada tivemos o privilégio do acolhimento generoso de algumas entidades culturais, muito especialmente do Instituto Franco-Português entre 2007 e 2010 e posteriormente do Goethe-Institut de Lisboa a partir de 2011. Com estes parceiros pudemos cumprir parte da missão a que nos destinamos no sentido de fomentar, produzir, divulgar e promover a criação musical do nosso tempo e o seu cruzamento com as outras artes.

Todavia, a falta de um espaço próprio, implicou sempre condicionantes de ordem diversa que limitaram o desenvolvimento porque aspiramos. Assim chegou finalmente a altura de dispormos de um espaço para acolhimento das criações próprias da Miso Music Portugal e das companhias de música associadas, mas também de acolhimento de outros projectos de criação, possibilitando um nível de experimentação e serenidade até aqui impensável, oferecendo residências de criação e produção em condições excepcionais, nomeadamente técnicas, aproveitando a dotação técnica extraordinária da Miso Music Portugal, conseguida ao longo de várias décadas de investimento.

Este novo espaço O'culto da Ajuda, na Ajuda, em Lisboa, passa também a acolher a Temporada da Miso Music Portugal a partir do final de Outubro de 2014, data da sua inauguração.

Consulte aqui o arquivo das Temporadas até 2013

◄ Voltar
Temporada

EVENTO ADIADO · Aduf&lectrónica

06 02 2021 19:00

O'culto da Ajuda

de Rui Silva e Bruno Gabirro

Este é um projecto que procura trazer o adufe para a tradição musical da música erudita. Apesar de fazer parte do nosso imaginário colectivo como povo, mesmo fora das regiões de onde é autóctone, o adufe ficou circunscrito, salvo uma ou outra situação excepcional, à musica de tradição popular de onde é originário. Se essa condição acabou por lhe conferir uma aura mítica, tem-lhe retirado também verdadeiras possibilidades de desenvolvimento e expansão enquanto instrumento em si, ou seja, tanto na técnica instrumental como na construção.

 

A inclusão de electrónica, em particular de electrónica-em-tempo-real, surge de forma natural na exploração e descoberta das possibilidades do adufe e no seu tratamento, dentro de uma tradição musical onde a electrónica se foi desenvolvendo desde há já um século, tendo tido grande expansão nos últimos 50 anos e sendo hoje parte activa e integrante da prática e pensamento musical erudito. Permite também criar uma ligação com a história e tradição existente do adufe, através de registos fonográficos existentes e como ligação entre dois mundos musicais, que sendo ambos música, são díspares em muitos aspectos.

 

Propomos assim um projecto que tendo como objectivo final a apresentação em concerto de novas peças para adufe e electrónica, engloba não só a escrita e execução pública dessas mesmas peças, mas também todo um trabalho de experimentação e pesquisa, seja em estúdio, na relação entre compositor e instrumentista, seja no contacto directo com as adufeiras e grupos de adufeiras que têm mantido vivo o adufe e a sua tradição.

Dado o carácter inédito, investigativo e de work-in-progress do projecto, o trabalho tem sido desenvolvido desde 2019, em várias residências artísticas, momentos de estúdio e concertos.