◄ Back
O'culto da Ajuda - other projects

MESA REDONDA - TRÊS NASCIMENTOS: CLOTILDE ROSA, JORGE PEIXINHO E GMCL (50 anos)

18 Sep 2020 18:00

O'culto da ajuda

18 09 2020  - O'culto da ajuda 18h
 
RESERVA OBRIGATÓRIA por email This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

Lançamento dos livros "GMCL - 50 anos" e "Clotilde Rosa In memoriam" 18h

 

Mesa Redonda 18h30 Com Manuel Pedro Ferreira, José Machado, Jorge Machado, Ana Telles, moderador Miguel Azguime

LIVE STREAM https://youtu.be/0wWqeQq3W58 

 

GRUPO DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA DE LISBOA (GMCL)

Fundado em 1970 por Jorge Peixinho, com a colaboração de Clotilde Rosa, António Oliveira e Silva, Carlos Franco e António Reis Gomes - aos quais se juntaram José Lopes e Silva e outros instrumentistas e cantores - o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL) é o primeiro grupo português de música contemporânea, desempenhando um papel histórico de vanguarda na abertura da sociedade portuguesa à estética musical do seu tempo. A sua primeira apresentação pública aconteceu no Festival de Sintra de 1970, mantendo, desde então, uma constante regularidade nas suas apresentações no país, incluindo gravações para a rádio e televisão. Logo em 1972, teve a sua primeira deslocação ao estrangeiro, participando no Festival de Arte Contemporânea de Royan.

Ao longo dos seus 50 anos de existência – meio século de actividade ininterrupta - o GMCL apresentou-se em numerosos países, nomeadamente em concertos e festivais de música contemporânea em Amsterdão, Acqui Terme, Ávila, Badajoz, Bamberg, Barcelona, Bayreuth, Belo Horizonte, Bruxelas, Cagliari, Cardiff, Dunkerque, Lille, Ljubljana, Londres, Madrid, Milão, Naestved, Nice, Roterdão, Santos, São Paulo, Sevilha, Siena, Trieste, Turim, Valência, Varsóvia e Zagreb. Em Portugal, destacou-se a sua participação regular nos Encontros Gulbenkian de Música Contemporânea, em Lisboa, e ainda nos Festivais do Estoril e de Coimbra, Europália 91, Teatro Nacional de S. Carlos, entre outros.

A discografia do GMCL compreende obras de Jorge Peixinho, com várias interpretações, algumas dirigidas pelo próprio compositor, para além de numerosas criações de outros compositores. O Grupo gravou também obras de compositores portugueses para a Tribuna Internacional de Compositores e participou em várias obras originais para teatro, cinema e multimédia, tendo sido distinguido com a medalha de Mérito Cultural atribuída pela Secretaria de Estado da Cultura, como reconhecimento da sua actividade de divulgação da cultura musical contemporânea nacional e estrangeira.

 

Divulgar obras de autores portugueses contemporâneos, com incidência na obra de Jorge Peixinho, é o cerne da missão do GMCL. Apoiado pelo IPAE/DGArtes, desenvolve desde 2000 um projecto de encomendas de obras a compositores com a respectiva apresentação pública e divulgação.

 

Paralelamente, o GMCL realiza uma regular e fecunda acção pedagógica de divulgação, de criação de públicos e de formação de novos maestros e intérpretes.

 

Os últimos trabalhos discográficos do GMCL com música de Jorge Peixinho, editados por “La Mà de Guido” (LMG 4004, 4008 e 2147) mereceram o aplauso entusiástico e unânime da crítica especializada, bem como o duplo CD Caminhos de Orfeu (LMG 2115) com diversas obras encomendadas pelo Grupo; o último disco, editado em 2019, é dedicado à música de câmara de Filipe Pires (LMG 2159).

 

Em 2020, o cinquentenário do GMCL será assinalado, nacional e internacionalmente, com diversas celebrações e eventos – concertos, conferências, lançamento de livro comemorativo, etc. - a decorrer em Lisboa (no O’culto da Ajuda), em diversos festivais de música no País e também no estrangeiro.

Neste mesmo ano, ocorrem igualmente duas outras importantes efemérides assinaladas pelo GMCL: os 90º e 80º aniversários dos nascimentos de Clotilde Rosa e de Jorge Peixinho, respectivamente.