Miso Music Portugal Concert Season

The Miso Music Portugal Concert Season is a cycle of performances organized in connection with various activities exercised by Miso Music Portugal during the year. The Concert Season programmes have different character, varying between events dedicated to electroacoustic, mixed or acoustic music, performances for children, events dedicated to education through art, concerts organized on the occasion of new CD releases or special events dedicated to one composer in particular.
This wide range of proposals is joined by the Miso Music Portugal's quality of providing new music concerts on the highest level, with the participation of renowned performers from the world over. As always, in our programming strategy we give focus to Portuguese music, putting into perspective 20th and 21st century works and the ones being created here and now.

Check here the archive of the Concert Seasons up to 2013

◄ Back
Concert Season

Mardi Matin Trio

26 09 2019 21:00

O'culto da Ajuda

 

O projecto Mardi Matin Trio surgiu em 2017 por iniciativa de Ricardo Sá-Leão, tendo a sua formação actual desde 2019. É composto por Ricardo Sá-Leão, pianista de formação clássica que se encontra neste momento a terminar o seu doutoramento na Universidade de Évora (dedicado à improvisação), por Ricardo A. Freitas, baixista e compositor que contribui regularmente com música para espectáculos de dança e teatro e por Nuno Morão, baterista e percussionista, engenheiro de som e sonoplasta, que grava, mistura e edita som para cinema. O trio dedica-se à improvisação livre.  

 

 

 

Ricardo Sá-Leão, Lisboa, 1977. Pianista e professor de Piano, Percussão Corporal e Acompanhamento e Improvisação. Diplomou-se na Escola Superior de Música de Lisboa e na Faculdade de Música da Escola Superior de Artes de Utrecht, na Holanda, frequentando actualmente o 3.º ano do Doutoramento em Música e Musicologia (especialidade em Interpretação) na Universidade de Évora.
Enquanto músico e pedagogo, interessa-se particularmente pela promoção de uma vivência artística criativa, individual e livre, nomeadamente através do desenvolvimento abrangente e integrado de competências, procurando deste modo recuperar uma tradição histórica de prática e ensino musicais. Nesse sentido, dedica-se à adaptação, criação e divulgação de materiais pedagógicos e de obras musicais — sobretudo nas áreas da musicalidade prática e da improvisação —, à participação em projectos de improvisação e à orientação regular de workshops. 

 

 

Ricardo A. Freitas, Lisboa, 1974. Toca baixo eléctrico e electroacústico, compõe e faz arranjos em diferentes contextos. Com Pablibut Sone participou na Bienal de Jovens Criadores da Europa e Mediterrâneo, Turim, 1997. Colaborou nos projectos Wishfull Tinking Quintet (dir. Alípio C Neto), 3-Bass-Hit (dir. Johannes Krieger) e actualmente com Al-jiçç (dir. Nuno Damião). Dirigiu os seus próprios projectos IntErLúNio e GRIP. Tem partilhado com diferentes músicos da cena lisboeta os espaços da improvisação livre. Com o Ensemble Granular (dir. Nuno Rebelo) em colaboração com a P.A.R.T.S., actuou no Palais des Beaux Arts, Bruxelas, 2007. Desde 1998 contribui com música para espectáculos de dança e teatro de Pedro Carraca / Rui Guilherme Lopes, Filipa Francisco, Francisco Campos, Maria Radich, Miguel Antunes / Maila Dimas, António Pedro e Marina Nabais. 

 

 

Nuno Morão, Lisboa, 1976. Baterista e percussionista, engenheiro de som e sonoplasta. Toca em diversos projectos musicais, dos quais se destacam Space Quartet, The Selva, Hamar Trio, Wednesday, Love that Lava, PARQUE, Pinkdraft, Torres+Faustino+Morão, Variable Geometry Orchestra, IKB, Ensemble JER, Madalena Palmeirim, Chão da Feira, Nome Comum e Nuno Sanches. Grava, edita e mistura som para cinema. É engenheiro de som na FISGA/Scratch Built Studio. Gosta de caminhar pelas serras, fazer gravações-de-campo, e fotografar comboios. 

 

Email This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.