Temporada Miso Music Portugal - próximos eventos

A Temporada Miso Music Portugal que teve lugar, entre 2007 e 2013, no Instituto Franco-Português (inicialmente) e no Goethe-Institut de Lisboa (posteriormente) passa, a partir do final de Outubro de 2014, a ter lugar no novo espaço da Miso Music Portugal O'culto da Ajuda. Aqui passarão também a figurar os novos eventos e projectos, vibrantes de criatividade, que vamos ter o privilégio e o prazer de acolher no O'culto da Ajuda.

O'culto da Ajuda, um novo espaço para as Artes em Lisboa, um novo espaço de criação, experimentação e partilha entre criadores e público.

Um novo espaço para a Arte Livre!

 

◄ Voltar
Temporada

Peeled Sounds for Naked Ears - André Hencleeday e Carlos Santos

07 04 2018 21:30

O'culto da Ajuda

7 de Abril de 2018 | 21h30 |
 O'culto da Ajuda | Lisboa |


PEELED SOUNDS FOR NAKED EARS

 
Numa noite muito especial, inteiramente dedicada ao acto da escuta, André Heencleday e Carlos Santos apresentam cada um, numa primeira parte, uma peça acúsmatica com difusão multicanal, onde colocam em evidência a arte de escuta activa, propondo materiais sonoros despidos das elaborações da linguagem musical característica nestas temáticas, focando o trabalho em regras simples de construção e organização do discurso.
Na segunda parte, apresentação de uma peça conjunta, com o recurso a instrumentos e objectos sonoros, manipulados de forma pouco convencional, acentuando uma depuração do espectro sonoro, mas procurando complexidade na forma como elaboram o discurso musical ou a sua escuta. Música atenta e frágil. Um convite aos ouvidos, no O'culto da Ajuda.
 
 
André Hencleeday (Lisboa, 1988)
Iniciou os seus estudos musicais no Conservatório Nacional de Música de Lisboa. O seu instrumento principal, o piano, estudou-o com Ana Valente.  Em 2009, ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa onde estudou composição com José Luís Ferreira. Actualmente insere-se em múltiplos ensembles no contexto da música improvisada orientados por Ernesto Rodrigues. O seu principal interesse encontra-se espelhado em várias áreas de trabalho, como a música acusmática, o field recording ou a estética "near silence", em territórios reducionistas, ricos no detalhe.
 
 
Carlos Santos (Lisboa, 1967)
Músico e artista sonoro, tem desenvolvido o seu trabalho desde o príncipio da década de 90 em torno da exploração criativa de fenómenos acústicos, do espaço arquitectónico, ou da improvisação electro-acústica de cariz reducionista, amplamente documentado em edições discográficas. Utiliza a electrónica digital como principal veículo, sob a forma de software desenhado por si na linguagem gráfica "maxmsp", sintetizador semi-modular, elementos piezo-eléctricos, microfones, altifalantes, objectos sonoros variados, e um par de orelhas em bom estado de conservação.

 

 

 

Mais informações: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Endereço Travessa das Zebras 25