Temporada Miso Music Portugal - arquivo

A Temporada Miso Music Portugal teve início em 2007 e tem consistido em ciclos de espectáculos ao longo do ano em estreita ligação com as várias actividades desenvolvidas pela Miso Music Portugal.

Os programas propostos no âmbito da Temporada têm um carácter diversificado, variando entre eventos dedicados à música electroacústica, mista ou estritamente instrumental, teatro musical e nova ópera, espectáculos para crianças, eventos de pedagogia pela arte, cursos e workshops, concertos organizados por ocasião de lançamentos de novas edições nomeadamente discográficas, concertos monográficos em torno de um compositor, acolhimento de projectos inovadores musicais ou pluridisciplinares, apresentações de novíssimos intérpretes lado a lado com solistas consagrados,... e como sempre, seguindo as linhas condutoras de toda a actividade da Miso Music Portugal, destacando a música portuguesa e pondo em perspectiva o repertório do século XX com a criação musical no presente.
Ao longo destes 8 anos de Temporada tivemos o privilégio do acolhimento generoso de algumas entidades culturais, muito especialmente do Instituto Franco-Português entre 2007 e 2010 e posteriormente do Goethe-Institut de Lisboa a partir de 2011. Com estes parceiros pudemos cumprir parte da missão a que nos destinamos no sentido de fomentar, produzir, divulgar e promover a criação musical do nosso tempo e o seu cruzamento com as outras artes.

Todavia, a falta de um espaço próprio, implicou sempre condicionantes de ordem diversa que limitaram o desenvolvimento porque aspiramos. Assim chegou finalmente a altura de dispormos de um espaço para acolhimento das criações próprias da Miso Music Portugal e das companhias de música associadas, mas também de acolhimento de outros projectos de criação, possibilitando um nível de experimentação e serenidade até aqui impensável, oferecendo residências de criação e produção em condições excepcionais, nomeadamente técnicas, aproveitando a dotação técnica extraordinária da Miso Music Portugal, conseguida ao longo de várias décadas de investimento.

Este novo espaço O'culto da Ajuda, na Ajuda, em Lisboa, passa também a acolher a Temporada da Miso Music Portugal a partir do final de Outubro de 2014, data da sua inauguração.

Consulte aqui o arquivo das Temporadas até 2013

◄ Voltar
Temporada

O Morto + Banha da Cobra + Miguel Negrão

de 13 10 2017
a
13 10 2017

O'culto da Ajuda

O Morto

Embora a sua música esteja agora mais próxima de uma abordagem soundscape composition, O Morto (t.c.p.

Mestre André) na realidade começou como um projecto de free improv / noise em 2012, com o álbum Memento

Mori. Contudo, depois deste lançamento, O Morto começou a derivar das paisagens mais ásperas em busca de

uma nova direcção. Encontrou-a na forma da música polifónica tocada pelos pigmeus Ba’Aka da África Central, e

numa imagem conceptualizada de Jengi - um espírito da floresta que se alimenta da carne de sacrifícios. Tendo

este leque de influências em mente, O Morto recolheu samples, gravações de campo e sons electrónicos que se

mostram eventualmente na densa (e por vezes enigmática) peça-tríptico The Forest, the People and the Spirits.

 

Banha da Cobra

Fluxo de investigação e intervenção sonora eletroacústica, Banha da Cobra é um projeto que parte do imaginário

sónico de atividades e paisagens artesanais, ritualísticas e tradicionais. As composições são feitas como ruínas

sonoras, com base numa ecologia entre a sustentabilidade da natureza sonora do encontrado - estruturas,

lugares, materiais, objetos, padrões, etc. - e a sua apropriação e transformação. O colecionismo inerente a este

projeto de carácter arquelógico completa-se com processos de manipulação alquímica como criação musical em

tempo real. Banha da Cobra é um novo projeto de Mestre André e Carlos Godinho, que contou recentemente

com uma residência artística no primeiro laboratório sonoro produzido pelo O Espaço do Tempo no antigo

Convento de Nossa Senhora da Saudação em Montemor-o-novo.

 

Miguel Negrão

Miguel Negrão é um artista sonoro, originário de Lisboa. Tendo passado os últimos 9 anos na Holanda e Reino

Unido no decorrer de um percurso académico em música por computador, encontra-se neste momento de volta à

capital portuguesa. Interessa-lhe criar experiências musicais intensas e imersivas, que afectam a percepção da

passagem do tempo e convidam à investigação do interior dos sons. Muita da sua produção se tem por esse

motivo integrado nos subgéneros drone e ambiente. No seu trabalho usa maioritariamente síntese sonora e

processamento de sinal controlados por computador, utilizando métodos de composição algorítmica e variadas

configurações ! espaciais multicanal.! O seu trabalho foi apresentado em diversos festivais, espaços e programas

de rádio na Europa tais como o Sonar Festival (ES) ou a Deutschlandradio Kultur (DE). Apresentou peças para os

sistemas multicanal Wave Field Synthesis da fundação Game of Life (NL) e da Universidade TUBerlin (DE), assim

como para o Acousmonium do GRM (FR) e o Sonic Lab do SARC (UK).

Email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Endereço Travessa das Zebras 27